Não deixe para depois o que você pode fazer agora, de Rita Emmett

DSC017792018, para mim, já tem sido um ano de mudanças, tanto na vida pessoal quanto no trabalho. E são tantas as coisas para se colocar em prática, que deu um nó aqui na cabeça, como não poderia deixar de ser para uma pessoa que é ao mesmo tempo ansiosa e procrastinadora. Quando me sinto embolada assim, eu pego um caderninho que eu tenho, o qual eu chamo de “caderno de organização mental” (kkkkk), e escrevo nele, em uma ordem lógica, tudo o que é preciso ser feito e quais são os caminhos possíveis para se alcançar os objetivos. Feito isso, parto para a montagem da minha lista de demandas  para me orientar no momento de planejar as minhas tarefas. Eu não consigo me organizar se não tiver uma lista do que tenho de fazer como guiança e costumo montá-las para tudo, pois elas me mostram como andam minhas ações e o que eu já concluí.

Lista, listinha, listão!

Não importa o tamanho, elas funcionam! No livro Não deixe para amanhã o que você pode fazer agora, de Rita Emmett, aborda-se essa questão de se fazer listinhas. separei alguns pontos que julgo importantes para compartilhar aqui.

20180124_191555

1. Por que as listas são importantes?

As listas são importantes porque:

  • Ajudam a lembrar o que tem de ser feito.
  • Mantêm o foco.
  • Orientam ao mesmo tempo que são motivadoras.
  • Proporcionam o estabelecimento de metas.
  • Auxiliam na definição de prioridades.
  • Dão alegria quando você risca o que já foi feito. Permitem que se visualize as tarefas.
  • Organizam e esclarecem seu pensamento, podendo sair do genérico para o específico.

Imagem relacionada

2. Como cuidar das listas?

Para que suas listas deem certo, você precisa cuidar delas.

Em primeiro lugar, você deve estabelecer um lugar para colocar sua lista e consultá-la sempre. Pode ser na agenda, no quadro de avisos, na porta da geladeira… Não importa onde, mas que seja um local a que você tenha sempre acesso. Daí, cuidar e recorrer a ela com regularidade se tornará um hábito.

A segunda dica é colocar a data no alto de sua lista e não a jogar fora depois que terminar as tarefas. De fato é muito bom folhear as listas já finalizadas e constatar o que foi realizado ao longo do período. Fazer isso é como uma mola que nos impulsiona a continuar a cria-las.

A terceira dica, e não menos importante é que se você perceber que ao criar novas listas repete itens não realizados na anterior, de duas, uma: ou você os cumpra hoje ou estabelece uma data para isso, ou decida que não os fará. Fazendo isso será uma cobrança a menos, pois podemos nos sentir incompetentes encontrando sempre essas tarefas em nossas listas. Decidindo pela não repetição, volte à lista anterior e escreva na frente do item “Omitir” ou “Não é prioritário”. Assim você saberá qual foi o destino dele. Se um dia for propício retomar a ideia e coloca-la em prática de imediato, volte com ela para a sua lista atual.

Resultado de imagem para criar listas de tarefas

3. Quando é o melhor horário para você montar suas listas?
Muito simples: você é diurno ou noturno? Em qual período do dia você se concentra melhor ou está com a mente mais arejada? Siga seu horário interno, sente-se com papel e caneta em mãos e comece a se organizar. No meu caso, curto fazer minhas listinhas no domingo pela manhã, após tomar o café, pois, ao mesmo tempo em que ainda estou com a mente fresca do fim de semana, já penso em como será minha semana, tudo sem perder o foco.

Então, se você sente sua vida meio desorganizada, experimente fazer suas listas.

Sucesso para você!

Assinatura18.fw

Anúncios

Porque eu sei que é AMOR…

Leitores queridinhos,

Que tempão não faço uma postagem! Isto é resultado de ter um blog e ter também, ao mesmo tempo, um trabalho fixo com um monte de obrigações a serem cumpridas. Mas está bom, né? O importante é ter a oportunidade de continuar meus registros aqui sempre que puder. 😉

Ontem foi Dia dos Namorados ❤. Então, escolhi esse tema para voltar à ativa. Farei mais ou menos como fiz com o Dia do Abraço, uma lista de livros que tenham a palavra amor no título.

A primeira leva são de romances que eu li e recomendo, pois são leituras cujas histórias falam de amor e superação. (Sinopses: 1234)

A segunda, são crônicas e poemas de autores conhecidos pela força e profundidade das palavras que compõem seus textos. (Sinopses: 1234)

Já a terceira deu espaço para livros de autoajuda aos quais sempre recorremos em algum momento de nossas vidas. (Sinopses: 1234)

A quarta leva eu destino ao público infanto-juvenil e juvenil que gosta de viajar nas histórias inspiradas nessa fase tão complexa da vida: a adolescência. (Sinopses: 1234)

E por último, fiz uma listinha de desejados da semana, descobertas feitas durante a minha busca pelos títulos apontados aqui. rsrsrs (Sinopses: 1234)

 

E que o AMOR se espalhe por aí, aos montes, e que as pessoas sintam-se contagiadas por esse sentimento tão essencial para que a convivência entre todos seja sempre harmoniosa e baseada no respeito e solidariedade.

coração2

 

Abraços, meu povo!

Assinatura blog.fw