Publicado em Desejados, Leitura, Literatura, Livros, Sinopse

Seleção de desejados – Fevereiro

Post retroativo, bem atrasado… Porém, antes tarde do que nunca. rsrsrs

Março, mês das chuvas de final de verão, não é um mês que curto muito por diversos motivos. Talvez, por isso, senti-me meio em off nos últimos dias. Apesar da vagareza na vida em geral, meu olhos mantiveram-se afiados nas leituras. Estou até pensando em fazer uma lista aqui de tudo o que li até o momento ou quando fechar o mês. Não sei…

Bom… Não separei muitos títulos no último mês, mas, mesmo assim, fiz a seleção de 5 obras como é meu costume fazer como desejados. Então vamos lá.

1. Todos de pé para Perry Cook, de Leslie Connor – Editora Harper Collins Brasil.

Todos de Pé Para Perry Cook
Literatura estrangeira infantojuvenil

Sinopse: Perry Cook, aos 11 anos, só conheceu uma casa: o Instituto Penal Misto Blue River. Mas apesar de ter nascido e sido criado em uma penitenciária, ele não deseja viver em nenhum outro lugar; lá ele tem a mãe, a benevolente diretora e um grupo de prisioneiros divertidos e bondosos que lhe ensinam lições valiosas todos os dias. Quando, porém, o novo promotor descobre a permanência irregular de Perry em Blue River, ele resolve libertar o menino, mesmo contra a vontade dele. Em sua jornada para se reunir com a mãe, Perry vai mergulhar não só em uma investigação sobre o crime que a levou à prisão mas também em uma jornada emocionante e divertida, perfeita para fãs de Extraordinário e O menino do pijama listrado.

2. Farmácia Literária, de Leslie Connor – Editora Verus.

Farmácia Literária
Literatura estrangeira autoajuda

Sinopse: Lido no momento certo, um livro pode mudar sua vida. “Farmácia literária” é um tributo a esse poder. Mais de 400 livros para curar males diversos, de depressão e dor de cabeça a coração partido Para criar esta obra, as autoras viajaram por dois mil anos de literatura, selecionando livros que promovem felicidade, inspiração e sanidade, escritos por mentes brilhantes que nos mostram o que é ser humano e nos permitem identificação ou até mesmo catarse. Estruturado como uma obra de referência, em “Farmácia literária” os leitores podem simplesmente procurar por sua “doença”, seja ela agorafobia, tédio ou crise da meia-idade, e encontrarão um romance como antídoto. A biblioterapia não discrimina entre as dores do corpo e as da mente (ou do coração). Está convencido de que tem sido covarde? Leia O sol é para todos e receba uma injeção de coragem. Vem experimentando um súbito medo da morte? Mergulhe em Cem anos de solidão para ter uma nova perspectiva da vida como um ciclo maior. Ansioso porque vai dar um jantar na sua casa? Suíte em quatro movimentos, de Ali Smith, vai convencê-lo de que a sua noite nunca poderá dar tão errado. Brilhante e encantador, Farmácia literária pertence tanto à estante de livros quanto ao armário de remédios. Esta obra vai fazer com que até mesmo o leitor mais aficionado descubra um livro do qual nunca ouviu falar e enxergue com outros olhos aqueles mais familiares. E, mais importante, vai reafirmar o poder da literatura de distrair e fazer viajar, repercutir e curar, além de mudar a maneira como vemos o mundo e nosso lugar nele.

3. Ligações, de Rainbow Rowell – Editora Novo Século.

Ligações
Literatura estrangeira

Sinopse: Georgie McCool sabe que seu casamento está estagnado. Tem sido assim por um bom tempo. Ela ainda ama seu marido, Neal, e ele também a ama, profundamente – mas o relacionamento entre eles parece estar em segundo plano a essa altura.
Talvez sempre esteve em segundo plano.
Dois dias antes da tão planejada viagem para passar o Natal com a família do marido em Omaha, Georgie diz a ele que não poderá ir, por conta de uma proposta de trabalho irrecusável. Ela sabia que ele ficaria chateado – Neal está sempre um pouco chateado com Georgie –, mas não a ponto de fazer as malas e viajar sozinho com as crianças.
Então, quando Neal e as filhas partem para o aeroporto, ela começa a se perguntar se finalmente conseguiu. Se finalmente arruinou tudo.
Mas Georgie estava prestes a descobrir algo inacreditável: uma maneira de se comunicar com Neal no passado. Não se trata de uma viagem no tempo, não exatamente, mas ela sente como se isso fosse uma oportunidade única para consertar o seu casamento – antes mesmo de acontecer…
Será que é isso mesmo o que ela deve fazer?
Ou ambos estariam melhor se o seu casamento jamais tivesse acontecido?

Porque eu gosto de tudo que se refere a Paris… 😀

4. Melhor que chocolate, de Laura Florand – Editora Única.

Melhor Que Chocolate
Chick-lit / Romance

Sinopse: Amor. Chocolate. Paris. Que atire a primeira pedra quem não gostaria de ter essas três coisas misturadas em meio a uma aventura inesquecível. Pois é mais fácil do que parece, basta abrir este delicioso (sem exageros) romance de Laura Florand. Cade Corey é uma jovem executiva que cuida do negócio bilionário de chocolate da família, uma empresa popular nos Estados Unidos. Ela sonha em construir uma linha premium de seus produtos, e, como boa conhecedora do seu negócio, sabe que encontrará o chocolate perfeito em Paris. Na verdade, o chocolate perfeito está, mais especificamente, nas mãos igualmente perfeitas de Sylvain Marquis, o melhor chocolatier da cidade. O problema é que Sylvain se recusa a associar sua arte a uma grande empresa que só pensa em destruir sua técnica para reproduzi-la em grande escala. Isso para ele é um insulto, e não uma proposta! Contudo, embora o francês jure que está em paz para tocar a vida, aquela americana teimosa não lhe sai da cabeça. E Cade sente o mesmo: adoraria simplesmente fechar negócio com outro especialista parisiense, entretanto, não consegue esquecer os olhos cortantes de Sylvain e sua personalidade arrogante, porém tão viciante quanto seus doces. Paris está prestes a ficar pequena para o que existe entre eles. Pegue uma boa xícara de café e saboreie tudo aquilo que é melhor que chocolate. Você não vai se arrepender!

E para completar o parzinho de jarros

4. O beijo de chocolate, de Laura Florand – Editora Única.

O Beijo de Chocolate
Chick Lit / Romance

Sinopse: Quem Nunca Sentiu Algo Tão Forte Que Pensou Que Só Poderia Estar Enfeitiçado? Na pequena Île Saint-Louis, no coração da romântica Paris, esconde-se uma casa de chá especial e mágica: La Maison des Sorcières. As tias Aja e Geneviève confiaram em sua jovem sobrinha Magalie para ajudá-las na empreitada de encantar os clientes com doces e bebidas que são literalmente feitiços – em especial, o inexplicável chocolate quente de Magalie. A vida seguia tranquila até que o badalado pâtissier Philippe Lyonnais resolve abrir uma filial de sua loja a poucos metros dali. É então que começa uma batalha mais do que apimentada entre os dois doceiros: Magalie tenta punir (e instigar) Philippe com suas xícaras de chocolate quente, e ele a enlouquece com tentações inéditas e cheias de sabor. Magalie, porém, nunca esteve pronta para sentir algo tão forte e, depois de tanto tempo isolada, ao conhecer Philippe vê que não pode mais fugir de quem é e dos seus desejos. Contudo, ele significa o risco de perder tanta coisa… Tudo aquilo que vale mais que um simples – ainda que absolutamente tentador – macaron. Entre a teimosia e o desejo, o doce e o amargo, descubra as emoções que só a paixão com uma boa dose de cacau e magia pode despertar.

Por hoje é só! 😉

Uppercase planner September illustration~:

Assinatura blog.fw

Publicado em Desejados, Leitura, Literatura, Livros, Sinopse

Seleção de desejados – Janeiro

Bem-vindo, Fevereiro!

Hoje é dia de recomeçar para muita gente, inclusive para mim. Volta às aulas, ao trabalho, a um novo ano letivo, alunos e desafios… Muita coisa boa deve vir por aí, não é mesmo?! Principalmente grana para comprar mais livros porque a lista de desejados continua enorme. rsrsrs

 :

Eis minha seleção feita em Janeiro.

1. Nimona, de Noelle Stevenson – Editora Intrínseca.

Nimona
Literatura estrangeira – romance

Sinopse: Nimona é uma metamorfa sem limites nem papas na língua, cujo maior sonho é ser comparsa de Lorde Ballister Coração-Negro, o maior vilão que já existiu. Mas ela não sabia que seu herói possuía escrúpulos. Menos ainda uma deliberada missão. Até conhecer Nimona, Ballister fazia planos que jamais davam certo. Felizmente, a garota tem muitas sugestões para reverter esse quadro. Infelizmente, a maioria envolve explosões, sangue e mortes. Agora, Coração-Negro não só tem que enfrentar seu arqui-inimigo e ex-amigo, o célebre e heroico Sir Ambrosius Ouropelvis, mas também impedir que a fiel comparsa destrua todo o reino ao tentar ajudá-lo. Uma história subversiva e irreverente que mistura magia, ciência, ação e muito humor sobre camadas e mais camadas de reflexão – entre uma batalha e outra, é claro.

2. A menina dos olhos molhados, de Marina Carvalho – Editora Globo Alt

A Menina dos Olhos Molhados
Literatura brasileira – romance

Sinopse: Bernardo é jornalista por vocação: curioso, comprometido e muito bom com as palavras. Trabalha há anos em um importante jornal da cidade e suas matérias investigativas são sempre elogiadas. Ele só tem uma limitação… Odeia trabalhar em equipe. Há alguns anos, Bernardo sofreu com uma grande decepção amorosa, o que contribuiu para o seu jeito fechado e antipático. Por isso a incumbência de levar Rafaela – a nova estagiária do jornal – para todos os lugares é como o inferno para ele. Bernardo não perde nenhuma oportunidade de evitá-la, mas Rafa, além de ser uma jornalista extremamente talentosa, não engole desaforo. Com o passar dos dias, Bernardo percebe que não conseguirá seguir seu plano de ignorar a estagiária, muito menos todos os sentimentos que ela desperta nele. Entre reportagens intrigantes e perigosas, eles vão descobrir que têm muito mais em comum do que a imensa paixão pelo jornalismo…

3. A filha perdida, de Elena Ferrante – Editora Intrínseca

A filha perdida
Literatura estrangeira – romance

Sinopse: “As coisas mais difíceis de falar são as que nós mesmos não conseguimos entender.” Com essa afirmação ao mesmo tempo simples e desconcertante Elena Ferrante logo alerta os leitores: preparem-se, pois verdades dolorosas estão prestes a ser reveladas.
Lançado originalmente em 2006 e ainda inédito no Brasil, o terceiro romance da autora que se consagrou por sua série napolitana acompanha os sentimentos conflitantes de uma professora universitária de meia-idade, Leda, que, aliviada depois de as filhas já crescidas se mudarem para o Canadá com o pai, decide tirar férias no litoral sul da Itália. Logo nos primeiros dias na praia, ela volta toda a sua atenção para uma ruidosa família de napolitanos, em especial para Nina, a jovem mãe de uma menininha chamada Elena que sempre está acompanhada de sua boneca. Cercada pelos parentes autoritários e imersa nos cuidados com a filha, Nina parece perfeitamente à vontade no papel de mãe e faz Leda se lembrar de si mesma quando jovem e cheia de expectativas. A aproximação das duas, no entanto, desencadeia em Leda uma enxurrada de lembranças da própria vida — e de segredos que ela nunca conseguiu revelar a ninguém.
No estilo inconfundível que a tornou conhecida no mundo todo, Elena Ferrante parte de elementos simples para construir uma narrativa poderosa sobre a maternidade e as consequências que a família pode ter na vida de diferentes gerações de mulheres.

4. A livraria mágica de Paris, de Nina George – Editora Record.

A Livraria Mágica de Paris
Fotografia – romance

Sinopse: O livreiro parisiense Jean Perdu sabe exatamente que livro cada cliente deve ler para amenizar os sofrimentos da alma. Em seu barco-livraria, ele vende romances como se fossem remédios. Infelizmente, o único sofrimento que não consegue curar é o seu: a desilusão amorosa que o atormenta há 21 anos, desde que a bela Manon partiu enquanto ele dormia. Tudo o que ela deixou foi uma carta — que Perdu não teve coragem de ler. Até um determinado verão — o verão que muda tudo e que leva Monsieur Perdu a abandonar a casa na estreita rue Montagnard e a embarcar numa jornada que o levará ao coração da Provence e de volta ao mundo dos vivos. Sucesso de público e crítica, repleto de momentos deliciosos e salpicado com uma boa dose de aventura, A livraria mágica de Paris é uma carta de amor aos livros — perfeito para quem acredita no poder que as histórias têm de influenciar nossas vidas.

5. @mor / Emmi e Leo , de Daniel Glattauer – Editora Suma de Letras.

@mor
1. Literatura estrangeira – romance
Emmi & Leo
2. Literatura estrangeira – romance

Sinopse 1: Num e-mail enviado por engano, começa um relacionamento virtual que testa as convicções de Leo Leike e Emmi Rothner. Leo Leike, ainda digerindo o fracasso de seu último relacionamento, responde de forma espirituosa a duas mensagens enviadas por engano por Emmi Rothner, casada. Inicialmente, ela só queria cancelar uma assinatura de revista. Depois, inclui Leo por engano entre os destinatários de um e-mail de boas festas. Na terceira troca de e-mails, o mal-entendido dá lugar à atração mútua, reforçada pelo fato de um nunca ter visto o outro. Nada como a curiosidade instigada por frases bem encadeadas chegando a intervalos regulares numa caixa postal eletrônica para que os dois se esqueçam dos possíveis impedimentos. A cada dia, Leo e Emmi se sentem mais impelidos a marcarem um encontro. Após trocas contínuas de mensagens, está claro para ambos que o marido dela e as feridas emocionais dele não serão obstáculos para que marquem um encontro. O único obstáculo real é a insegurança de ambos quanto à transformação da fantasia em realidade. O austríaco Daniel Glattauer dá nova vida à tradição epistolar em @mor, primeiro de dois romances que exploram um relacionamento sustentado basicamente em trocas de e-mails. Romance de estreia de Glattauer e campeão de vendas na Alemanha e na Espanha, o livro explora, sob roupagem moderna, sentimentos familiares a amantes de todas as gerações.

 

Sinopse 2: Em @mor, o escritor e jornalista austríaco Daniel Glattauer se utiliza dos princípios dos romances epistolares – trocas de cartas – com uma roupagem contemporânea: o contato virtual. Ao contar a fortuita atração mútua entre os jovens Leo Leike e Emmi Rothner por meio de conversas por e-mails e os sentimentos que desenvolvem um pelo outro, o autor utiliza pontos de vista alternados para contar uma inusitada história de amor.
Emmi & Leo: a sétima onda é a sequência dessa história tão intrigante quanto inusitada e que surgiu por erro de endereçamento no envio de um email. Na atual etapa, Leo Leike retorna de Boston após uma longa ausência, e é recebido por uma caixa de emails lotada de notícias de Emmi Rothner. O sentimento dos dois não mudou, e eles reiniciam a troca de mensagens. Só que agora Leo está namorando a americana Pamela, e Emmi continua casada. A orgulhosa Emmi e o tímido Leo nunca estiveram tão próximos, e ao mesmo tempo tão distantes.
Daniel Glattauer reconquista os leitores e a crítica internacional com seu peculiar olhar sobre as relações amorosas dos tempos atuais. A prova do fenômeno editorial da dupla de romances: @mor e Emmi & Leo foram traduzidos para quarenta idiomas e tiveram 64 montagens teatrais na Alemanha e Áustria.

Então, o negócio é trabalhar para a coisa render mais! 😀

Fevereiro 10, nota 10 para todos!

Assinatura blog.fw

Publicado em Desejados, Leitura, Literatura, Literatura brasileira, Literatura estrangeira, Literatura juvenil, Livros, Metas, Sinopse

Retomando os trabalhos

Bem-vindo 2017!

E aqui estou eu de volta, retomando meus registros no blog. Não que eu tenha parado minhas leituras ou deixado meu universo dos livros de lado nesses últimos meses, mas meu trabalho na escola no final de ano foi realmente intenso e não tive como nem pensar em postar alguma coisinha que fosse, tamanho foi o meu cansaço. Agora, depois de alguns dias de férias, sinto-me mais relaxada para organizar minhas ideias e, consequentemente, fazer novas postagens. Estou até animadinha, viu?! 😀

Como estamos em início de ano, época em que traçamos metas e nos propomos desafios, hoje vou de “os primeiros livros desejados de 2017”.

listinha

1. O céu é logo ali, de Lilian Farias – Editora Literata.

O céu é logo ali

Sinopse: O céu é logo ali se desenvolve em um turbilhão de sentimentos, em facetas representadas por duas personagens e o que as cercam, com desejos, sonhos, lembranças, descobertas e inquietações marcando um encontro em que histórias paralelas se unem pelo mesmo ideal- liberdade! Mas, o que é a liberdade? O que aprisionava Dolores e Clarice para que o encontro pudesse salvar suas almas encarceradas? Ao adentrarmos nos mundos distintos dessas duas jovens, mergulhamos numa profusa miscigenação de anseios, lutas, estratégias de sobrevivência. A história de duas mulheres que unidas pelo destino resolvem aflorar todo fluxo de sobrevivência do ser , do corpo, da alma, da mente, que advém quando se é permitido ser livre. Liberdade, essa, assemelhada a quem saboreia o voo das borboletas.

2. O tempo das borboletas, de Andrea Portes – Editora HapperCollins.

O Tempo das Borboletas

Sinopse: Willa Parker, a menos popular dos 646 moradores da cidade de What Cheer, Iowa, está prestes a mudar de vida. Ela escolheu esta mudança? Não, afinal isso seria fácil demais — e nada para Willa é fácil. Veio de sua mãe (ausente) superfamosa e genial a ideia de mandar a filha para o caro e exclusivo colégio interno Prembroke, e é só pelo sobrenome que ela consegue uma vaga por lá. Mas Willa não faz questão nenhuma de encontrar seu lugar em Prembroke. Já está decidida a não ficar muito tempo, de qualquer maneira. Está prestes a tomar uma decisão drástica, mas quando conhece a exótica e intoxicantemente estilosa Remy Taft, a garota mais rica e mais misteriosa do campus, Willa começa a desejar, de alguma forma, se encaixar naquele estranho mundo. Quando Willa olha para a amiga, vê alguém que tem tudo que poderia desejar, mas esse privilégio tem um preço. Quando as loucuras de Remy começam a sair do controle, Willa percebe que, em um piscar de olhos, pode perder tudo que lhe deu forças para continuar. Em uma história tocante sobre amizade, vícios e recomeços, Andrea Portes criou um romance inesquecível, capaz de retratar as alegrias efêmeras e as profundas dores de amar alguém que deseja, mais que tudo, voar.

3. Confissões de um amigo imaginário, de Michelle Cuevas – Editora Galera Jovem.

Confissões de Um Amigo Imaginário

Sinopse: Uma imperdível aventura de alguém que descobre existir apenas na imaginação de uma garotinha. Um livro para todos aqueles que, um dia, já se sentiram à margem, deixados de lado… invisíveis Jacques tem uma leve suspeita de que ninguém gosta dele. Professores o ignoram solenemente quando levanta a mão e até mesmo seus pais precisam ser lembrados de colocar um lugar à mesa para ele! Graças a Deus por Fleur, a irmã e companheira constante. Mas então Jacques descobre uma verdade devastadora: ele não é o irmão de Fleur; é seu amigo imaginário! E aí começa uma tocante e divertida busca por seu eu verdadeiro. Uma imperdível jornada em busca do significado da vida leva Jacques de encontro às mais peculiares crianças, imaginárias e reais, e o faz descobrir a incrível e invisível maravilha de ser quem se é.

4. Sing – uma canção sobre o amor, de Vivi Greene – Editora HapperCollins.

Sing

Sinopse: A cantora premiada e ícone do pop Lily Ross apresenta seus maiores hits e piores foras (porque para ela são sinônimos):
1. Agonia (O que sentiu quando o ex partiu seu coração em pedacinhos e ela nem sabia o que estava acontecendo.)
2. Fantasmas (Porque até pessoas famosas sofrem com namorados que simplesmente desaparecem. E é horrível da mesma forma.)
3. Gato Escaldado (Do ditado: “tem medo de água fria”. Ou seja, ela nunca mais vai sair com um ator ou músico na vida.)
Mas este verão será diferente. Depois de ter seu coração partido mais uma vez, Lily precisa se afastar dos holofotes, e uma viagem com as melhores amigas parece perfeita. Três meses em uma ilhota perdida no litoral do Maine, com foco total em si mesma, sua música, seu novo disco… Tudo menos garotos. Isto é, até que Lily conhece Noel Bradley, um cara doce, simples e completamente diferente de todos os homens com quem ela já saiu. De repente, o “verão da Lily” dá um giro de cento e oitenta graus, e ela se vê envolvida em uma paixão de verão arrebatadora e inesquecível. O problema é que Noel não está interessado na vida de celebridade, e embora Lily o ame, ela também ama sua música, sua vida e seus fãs. Mais cedo ou mais tarde, ela vai ter que escolher…

5. A esperança é uma torta de maçã, de Sarah Moore Fitzgerald – Editora Galera Júnior

A esperança é uma Torta de Maçã

Sinopse: Um romance delicado sobre pertencimento, primeiros amores e bullying Oscar é o melhor amigo e vizinho de porta de Meg. Ele tem o incrível dom de consertar qualquer problema assando tortas de maçã perfeitas. Mas nem suas renomadas tortas conseguem aplacar a tristeza de seu pai, ainda de luto pela morte da esposa. Quando Meg recebe a notícia de que irá se mudar para a Nova Zelândia por seis meses, ela fica devastada com a ideia de ficar tanto tempo longe do amigo. Para piorar tudo, a casa de Meg é alugada pela família da terrível Paloma Killealy, que inventa todo tipo de mentiras sobre o garoto na escola. De repente, Oscar desaparece. Sua bicicleta e suas roupas são encontradas no litoral, e todos acreditam que o pior aconteceu e ele cometeu suicídio. Com a ajuda do irmãozinho de Oscar, Meg decide investigar o paradeiro dele, e por mais difícil que seja, nunca abrir mão da esperança.

6. A livraria dos finais felizes, de Katarina Bivald – Editora Suma de Letras.

A Livraria dos Finais Felizes

Sinopse: Sara tem 28 anos e nunca saiu da Suécia — a não ser através dos (vários) livros que lê. Quando sua amiga Amy, uma senhora com quem troca livros pelo correio há anos, a convida para visitá-la na cidade de Broken Wheel, Iowa, Sara decide se aventurar. Mas ao chegar lá, descobre que Amy faleceu. Sara se vê desacompanhada na casa da amiga, em uma cidade muito pequena, e começa a pensar que talvez esse não seja o tipo de férias que havia planejado.Com o tempo, Sara descobre que não está sozinha. Nessa cidade isolada e antiga, estão todas as pessoas que ela conheceu através das cartas da amiga: o pobre George, a destemida Grace, a certinha Caroline e Tom, o amado sobrinho de Amy. Logo Sara percebe que Broken Wheel precisa desesperadamente de alguma aventura, um pouquinho de autoajuda e talvez uma pitada de romance. Resumindo: a cidade precisa de uma livraria.

7. O encantador de livros, de Lucas de Souza – Editora Ler Editorial.

O Encantador de Livros

Sinopse: Aventure-se na Cidade dos Livros ― um lugar mágico, onde a leitura é mais que uma paixão, os moradores são leitores insaciáveis e as árvores são recheadas de frutos e livros. Conheça o Encantador de Livros, um contador de histórias capaz de fazer os livros voarem, e Benjamim, um menino analfabeto que, juntamente com seus amigos, terá que salvar a cidade de uma terrível ameaça.
Um romance infanto-juvenil que desperta a consciência para a importância da leitura e as ações transformadoras que ela pode gerar.

8. Cabeças de ferro (Volume 1), de Carol Sabar – Editora Jangada.

Cabeças de Ferro

Sinopse: Nem em seus piores pesadelos, Malu imaginava que sua vida universitária começaria tão tumultuada!
Ela acaba de ser aprovada no concorridíssimo vestibular da “Universidade dos Cabeças de Ferro”, e agora, com o apoio de Nicolas – que sonha ser muito mais que seu amigo –, prepara-se para encarar o temido trote da Engenharia.
O veterano designado para aplicar o trote em Malu é ninguém menos que Artur Cantisani, o seu sexy arqui-inimigo, responsável pela humilhação que ela sofreu aos 11 anos de idade, na frente de toda a escola.
Inesperadamente, porém, quando o trote começa, Artur despeja a gosma não em Malu, mas em outra caloura, que sofre um choque anafilático! Veteranos e calouros fogem, deixando Malu, Artur e Nicolas sozinhos na “cena do crime”.
Mas por que a gosma despejada na caloura era a única de cor diferente? E por que todas as outras garrafas com gosma desapareceram sem deixar rastro? Alguém estaria tentando ocultar provas? Os estudantes da Engenharia estariam na mira de um assassino?
Envolvidos até o pescoço, Malu e Artur, apesar de se odiarem, não têm outra saída a não ser unir seus cérebros brilhantes para desvendar o que há por trás de tanto mistério.

9. Novembro, 9, de Colleen Hoover – Editora Galera Record.

Novembro, 9

Sinopse: Autora número 1 da lista do New York Times retorna com uma história de amor inesquecível entre um aspirante a escritor e sua musa improvável.
Fallon conhece Ben, um aspirante a escritor, bem no dia da sua mudança de Los Angeles para Nova York. A química instantânea entre os dois faz com que passem o dia inteiro juntos – a vida atribulada de Fallon se torna uma grande inspiração para o romance que Ben pretende escrever. A mudança de Fallon é inevitável, mas eles prometem se encontrar todo ano, sempre no mesmo dia. Até que Fallon começa a suspeitar que o conto de fadas do qual faz parte pode ser uma fabricação de Ben em nome do enredo perfeito. Será que o relacionamento de Ben com Fallon, e o livro que nasce dele, pode ser considerado uma história de amor mesmo se terminar em corações partidos?

10. Novamente você, de Juliana Parrini – Editora Suma de Letras.

Novamente Você

Sinopse: Maria Rita foi embora para nunca mais voltar. Deixou para trás o marido, os pais, as irmãs e uma vida de pobreza em uma cidade pequena da qual sempre quis sair. Doze anos depois, ela volta como partiu: sem maiores explicações. Mas agora Maria Rita é a sofisticada Miah, acostumada ao glamour e à vida superficial de Hollywood. Ao chegar, ela se dá conta de que não foi a única que mudou: seu ex-marido, Leonardo Júnior, agora é um homem bem-sucedido, diferente do caiçara com quem ela se casou ainda muito jovem. Empresário de sucesso, Léo parece ter superado o trauma de ser abandonado pelo grande amor de sua vida, até que reencontra a mulher que pensou que nunca mais veria. Apesar da mágoa, ele não consegue deixar de ter vislumbres de sua Maria Rita sob a pele da arrogante Miah. E resistir à antiga paixão será o maior desafio que já enfrentou.

Uauuu! Está de bom tamanho essa listinha de hoje, certa de que em breve terei todos eles em minhas mãos. rsrsrs

Abraços…

Assinatura blog.fw

Publicado em Desejados, Leitura, Literatura, Livros, Sinopse

Desejados do mês de setembro

Meu amadinhos (como diz a Chayene)!!!

Outubro acaba de dar as caras neste ano tão corrido, não é mesmo! Tanto que a minha listinha de desejados está cada vez maior. O tempo passa, o tempo voa, mas a poupança da Dedea não continua numa boa e, por isso, a grana anda curta para dar conta do crescimento do rol de livros que quero. Deem uma olhada…

desejados-1

desejados-2

E o mais engraçado disso tudo é que no dia em que eu conseguir ter todos estes, já terei muitos outros acrescentados aí. Vida de leitor não é fácil, não. rsrsrsrs

Bom, mas vamos ao que de fato interessa hoje: ao garimpados no mês de setembro.

1. Acordar outra vez, de Joshua Ferris – Editora Globo Livros.

Acordar Outra Vez

Sinopse: Paul O’ROuRke — dentista extraordinário, nova-iorquino com uma relação de amor e ódio com a cidade, ateu declarado, um descontente torcedor do Red Sox e apreciador de um bom mocaccino — é um jovem sem contato com a vida moderna. O mundo milimetricamente organizado de Paul sai dos eixos quando alguém começa a se passar por ele na internet.
Paul assiste com horror impotente como um site, uma página no Facebook e uma conta no Twitter são criados em seu nome para promover uma religião antiga e pouco conhecida. No entanto, o que começou como uma violação escandalosa de sua privacidade logo se torna algo muito mais profundo e assustador: a possibilidade de que o “Paul virtual” poderia ser uma versão melhor do que o de carne e osso. –> Romance.

2. Muito amor por favor – Um sentimento em quatro elementos, vários autores – Editora Sextante.

 Muito Amor, Por Favor

Sinopse: Este livro reúne textos que mostram o amor do ponto de vista de quatro jovens que escrevem sobre relacionamentos legítimos e atuais, que souberam se reinventar. Sem medo de expressar seus sentimentos, deixam para trás estereótipos já obsoletos – como o controlador machista ou o piegas choroso – e falam sobre viver a dois e sobre a natureza das relações em todos os seus aspectos. Assim, cada autor reflete sobre o amor representado por um elemento: Arthur Aguiar escreve que “O amor é água”, dizendo que ele é fluido, mas por vezes gelado; ora tempestade, ora profundo. Fred Elboni explica que “O amor é ar”, mostrando a leveza de se amar sem sofrer, da brisa que envolve os apaixonados, mas que por vezes torna-se furacão. Ique Carvalho se debruça sobre quando “O amor é fogo”, que arde, aquece a alma, mas que também pode incendiar até doer. E Matheus Rocha conta que “O amor é terra”, estável, tranquilo, mas que não escapa dos terremotos da vida, que tiram tudo do lugar para que a rotina não o extermine. Um livro apaixonante, para quem ama e para quem quer amar um dia… e sempre.
– O Amor É Água
Arthur Aguiar escreve sobre o amor quando ele é como a água: pode ser agradavelmente quente ou ferir se ficar gelado e rígido. Por vezes é tempestade, por vezes, calmaria. Mas quando é fluido, torna-se profundo e amolda-se a tudo.
– O Amor É Ar
Frederico Elboni fala sobre o amor ar, aquele que é leve, que eleva, faz flutuar. Mostra como é amar sem peso, sem amarras. Mesmo quando vem um vendaval, logo volta a ser a brisa, envolvendo os apaixonados com carinho e cuidado.
– O Amor É Fogo
Ique Carvalho escreve sobre o amor quando ele é fogo, que arde, arrebata, aquece a alma, mas às vezes incendeia até doer. Pode se manter como brasa por muito tempo, aguardando a chance de ser chama de novo, ou até renascer das cinzas
– O Amor É Terra
Matheus Rocha fala sobre do amor do tipo terra, aquele estável, certo, que traz segurança, mas que pode, de vez em quando, provocar terremotos que abalam estruturas, tiram tudo do lugar e viram a rotina de ponta-cabeça. –> Autoajuda.

3. Fãs do impossível, de Kate Scelsa – Editora Intrínseca.

Fãs do impossível

Sinopse: Fãs do impossível conta a história de três amigos, Mira, Sebby e Jeremy, em meio aos complexos conflitos da adolescência. Mesmo sentindo-se despedaçados, sem motivos para serem amados e tentando não sucumbir à solidão, os três lutam pela vida, cada um à sua maneira.
Mira está começando em uma escola nova, depois de passar um tempo no hospital. Ela se sente insegura no novo ambiente e acha que não vai conseguir ficar longe de seu melhor amigo, Sebby, um garoto brincalhão que leva a vida com boas doses de mentira e bom humor, até que seu lado mais destrutivo vem à tona.
Jeremy está retornando à antiga escola, depois de um tempo afastado por causa de um incidente traumático que arruinou seu ano letivo. Tímido e quieto, ele deseja se aproximar de Mira e Sebby.
Juntos, contra todas as expectativas, eles vão viver o impossível. –> Romance.

4. Três vezes nós, de Laura Barnett – Editora Novo Conceito.

Três vezes nós

Sinopse: Uma jovem mulher com uma bicicleta quebrada após desviar de um cão. Um homem que ela poderia facilmente ter deixado passar, sem parar, levando consigo uma vida inteira, uma vida que poderia nunca ter sido dela.
Eva Edelstein está no segundo ano do curso de Inglês na Universidade de Cambridge. Ela namora David Katz, estudante e aspirante a ator. A vida de Eva parece bem encaminhada, quando, no campus da universidade, ela conhece acidentalmente Jim Taylor, estudante frustrado de direito.
Há três versões, três realidades diferentes para o futuro de Eva e Jim, dos anos 1950 até os dias atuais.
Se o nosso futuro é uma encruzilhada, gostaríamos de saber qual caminho seguir? E depois, ficaríamos felizes com a nossa escolha?
Três vidas. Três histórias. Três destinos… permeados com traições e ambições, mas também com amor e arte.
Três vezes nós explora a ideia de que há momentos em nossas vidas que poderiam ter sido diferentes e como pequenos fatos ou decisões que tomamos podem determinar o rumo da nossa vida para sempre. –> Ficção.

5. Uma chance para recomeçar, de Lisa Kleypas – Editora Novo Conceito.

Uma Chance Para Recomeçar

Sinopse: Victoria morreu em um trágico acidente, deixando sua filha Holly sob a responsabilidade do seu irmão, o solteiro convicto Mark. O tio Mark não se sentia muito preparado para cuidar da menina, mas assumiu o compromisso de devolver o sorriso aos seus lábios. No entanto, ele desconfia de que não esteja fazendo um bom trabalho, uma vez que Holly nunca mais falou desde que ficou órfã. Uma cartinha para o Papai Noel revela um desejo que pode ser a chave da felicidade de Holly: ela só quer ter uma mãe.
Maggie perdeu o marido em uma batalha contra o câncer e não quer jamais – passar por tudo isso de novo. Por isso, ela fechou seu coração e prometeu a si mesma dedicar-se somente a sua nova loja de brinquedos em Friday Harbor, que permite às crianças viajar um pouco nas asas da imaginação. A amizade entre Maggie e Holly (que até passou a acreditar em fadas!) ao mesmo tempo comove e preocupa o tio Mark. Ele tem certeza de que a nova amiga fará bem a sua sobrinha, mas precisa decidir se a deixará entrar em sua própria vida…
Nós também torcemos, do fundo do coração, para que Holly tenha uma linda noite de Natal. –> Ficção/Romance.

É muito querer, viu, meu povo!

Acho que aceito cortesias, editoras lindas. Só acho… 😀 kkkkk

Um lindo e abençoado Outubro a todos e um ótimo fim de semana também!

Kisses!!! :*

Assinatura blog.fw

Publicado em Indicação, Leitura, Literatura estrangeira, Livros, Opinião, Sinopse

Opinião: Baía da esperança, de Jojo Moyes

Leitores lindinhos,

Estava observando meus livros esses dias e me dei conta de que tomei a Jojo Moyes como uma de minhas escritoras preferidas, junto a Marian Keyes, já que os títulos dela estão tomando um bom espaço nas minhas prateleiras.

Jojo

Inclusive, no meu ultimo aniversário, ganhei mais um livro da autora, o Baía da esperança.

Resultado de imagem para baia da esperança

Sinopse: Seis anos depois de ter saído da Inglaterra, a melancólica e reservada Liza McCullen é a responsável por um barco de observação de baleias e golfinhos em Silver Bay, na Austrália, onde também administra com a tia, Kathleen, o Hotel Baía da Esperança, que já viu dias melhores. Hospedado no hotel de Liza, Mike Dormer está lá a negócios: depende dele o pontapé inicial do projeto de um resort de luxo. Enquanto sua noiva, em Londres, finaliza os planos do casamento, Mike tem de conseguir a licença para a construção do empreendimento, algo que terá profundo impacto na fauna de Silver Bay e consequências drásticas para a vida dos moradores, inclusive a de Liza, que guarda um grande segredo e correrá perigo caso precise se mudar dali. Quando o mundo de Mike e Liza colidem de forma irremediável, eles precisam encarar os próprios medos para salvar o que amam. Com personagens cativantes em um cenário encantador, Baía da Esperança é um romance comovente e irresistível, repleto do humor e da generosidade que marcam as obras de Jojo Moyes.

Então, é assim…

Sobre a história, já li outras de Jojo mais arrebatadoras, como, por exemplo, A garota que você deixou para trás e Um mais um. Deste, inclusive, já falei aqui no blog. No entanto, Baía da esperança guarda em sua narrativa uma delicadeza nas relações entre as personagens que é contagiante, e acredito que foi isso que me prendeu ao livro. Acontecem coisas ruins e tristes na história de Liza e sua família, é claro, mas, como o próprio nome do livro refere-se, a esperança de que dias felizes virão faz com que os acontecimentos narrados sejam todos reflexo do que vivemos no nosso próprio dia a dia, ou seja, as coisas vão tomando os seus lugares aos poucos e sem muito auê. É, portanto, um livro que nos leva mais a uma viagem tranquila do que a emoções eletrizantes que nos fisgam a todo momento, quando lemos A HISTÓRIA. 😀

Por isso, colegas, se vocês não curtem narrativas mais calminhas, não se hospedem nesse hotel, porque o Baía da esperança não é cinco estrelas. Está mais para uma pensão simplória que resiste ao tempo, tentando manter o seu charme e aconchego. Para os que não se importam com a falta de luxo, é uma boa pedida para relaxar a mente e repensar a vida antes de dormir, afinal uma boa noite de sono também é muito importante para a nossa saúde, concordam? rsrsrs

Beijocas!

Assinatura blog.fw

Publicado em Leitura, Literatura estrangeira, Livros, Metas, Presentes, Sinopse, Sorteio

Livro: Os pescadores, de Chigozie Obioma

Leitores amadinhos,

Esses dias tive a grata surpresa de ganhar um livro naqueles sorteios do Skoob. Como nunca sou contemplada nessas promoções, ri até o canto das orelhas, é claro! 😀 E o bonitinho, inclusive, já está em minhas mãos. Olhem só:

Os pescadores

Sinopse: Os irmãos Ikenna, Boja, Obembe e Benjamin vivem com seus pais na cidade de Akure, na Nigéria. Quando o Banco Central transfere o pai, James Agwu, para Yola, ele decide se mudar sozinho por considerar a região perigosa. Os meninos, acostumados à disciplina rígida, experimentam uma liberdade até então desconhecida. Desafiando os limites, eles vão pescar em um rio considerado amaldiçoado e essa travessura mudará completamente os rumos de suas vidas.

Com seu romance de estreia, Chigozie Obioma foi um dos finalistas do Man Booker Prize, um dos mais importantes prêmios literários internacionais, e é considerado umas das vozes mais interessantes da literatura africana contemporânea pelo The New Tork Times e pelo Guardian. Os pescadores conquista os leitores ao misturar habilmente a história da família Agwu e as reviravoltas pelas quais a Nigéria passou durante a década de 1990.

Enquanto um pai rigoroso planeja um futuro promissor para os filhos e exige que estudem para se tornar piloto, médico, advogado e professor, os nigerianos acreditavam que as eleições de 1993 seriam o início de um governo democrático que modernizaria o país. Uma profecia interferiu nos planos de James Agwu para seus filhos. E os militares retomaram o controle da Nigéria meses depois das eleições.

Um dia, voltando do rio, os meninos encontram Abulu, um louco conhecido por profetizar desgraças. Ele prevê que Ikenna será morto por um pescador. O primogênito conclui que será morto por um de seus irmãos e, aos poucos, se torna uma pessoa sombria. A história evoca os mitos, nos quais os personagens mesmo sabendo de seu destino trágico, não conseguem evitá-lo. Ao se afastar de sua família, Ikenna caminha, sem perceber, em direção ao sofrimento.

Narrado pelo quarto irmão, Benjamin, Os pescadores é uma história cativante sobre a perda da inocência, o amor fraterno e sobre como determinadas tragédias não podem ser evitadas.

Agora, só me resta lê-lo. 😀 Assim, depois eu conto se curti essa viagem.

Abração em todos!

Assinatura blog.fw

Publicado em Desejados, Leitura, Literatura, Livros, Metas, Sinopse

Mais livros desejados…

Meus estimados leitores,

Depois de um dia de descanso, preguicinha e um bocado de frio, estou passando por aqui para fazer um post que há um tempo não faço: livros que entraram para a lista de desejados.

Então, os escolhidos da vez são:

1. A vida invisível de Eurídice Gusmão, de Martha Batalha – Editora Cia das Letras.

A Vida Invisível De Eurídice Gusmão

Sinopse: Guida Gus mão desaparece da casa dos pais sem deixar notícias, enquanto sua irmã Eurídice se torna uma dona de casa exemplar. Mas nenhuma das duas parece muito feliz nas suas escolhas.A realidade das Gusmão é parecida com a de inúmeras mulheres nascidas no Rio de Janeiro nos anos 1920 e criadas para serem boas esposas. São as nossas mães, avós, bisavós; invisíveis em maior ou menor grau, que não puderam protagonizar as próprias vidas, mas que agora são as personagens principais do primeiro romance de Martha Batalha. Uma promessa da ficção brasileira que chega afiadíssima para contar uma infinidade de histórias bem costuradas e impossíveis de largar.

2.  A outra história, de Tatiana de Rosnay – Editora Intrínseca.

A outra história

Sinopse: Ágil, repleto de camadas e belamente escrito, A outra história é uma reflexão sobre identidade, o processo de ser escritor e a glória e o preço da fama, um retrato de como as decisões de antigas gerações ecoam no presente e moldam o futuro. Aos vinte e quatro anos, Nicolas Duhamel se depara com um segredo de família perturbador mantido a sete chaves por muitos anos. Perplexo, embarca para São Petersburgo em uma jornada em busca da verdade. Porém, as respostas não surgirão tão facilmente. Os mistérios de sua origem familiar o levam a escrever seu primeiro romance, O envelope, e a assiná-lo como Nicolas Kolt. Após três anos do inesperado e estrondoso sucesso mundial do livro, Nicolas é um escritor vaidoso, com muitos fãs, um autor obcecado pela fama e pelas redes sociais a ponto de deixar de lado a família e os amigos. Tanta aclamação, no entanto, tem seu preço, e todos perguntam sobre o novo livro. Mas Nicolas não é capaz de escrever sequer uma linha e não suporta mais mentir. Desejando se afastar de tudo para encontrar uma nova inspiração, ele viaja para a Itália com sua namorada Malvina e se hospeda em um luxuoso hotel na costa da Toscana. Durante o fim de semana em que espera paz e tranquilidade para compor a outra história, Nicolas Kolt se vê diante de perigos e segredos que podem colocar seu futuro em jogo.

3. Flores, de Afonso Cruz – Editora Companhia das Letras.

Flores

Sinopse: Um homem sofre muito com as notícias que lê nos jornais, com todas as tragédias humanas a que assiste. Um dia depara-se com o fato de não se lembrar do seu primeiro beijo, dos jogos de bola nas ruas da aldeia ou de ver uma mulher nua. Outro homem, seu vizinho, passa bem com as desgraças do mundo, mas perde a cabeça quando vê um chapéu pousado no lugar errado. Contudo, talvez por se lembrar bem da magia do primeiro beijo e constatar o quanto a sua vida se afastou dela , o homem decide ajudar o vizinho a recuperar todas as recordações perdidas. Em seu livro mais recente, o português Afonso Cruz apresenta uma bela reflexão sobre o amor e a memória.

4. Alucinadamente feliz, de Jenny Lawson – Editora Intrínseca.

Alucinadamente feliz

Sinopse: Jenny Lawson está longe de ser uma pessoa comum. Ela mesma se considera colecionadora de transtornos mentais, já que é uma depressiva altamente funcional com transtorno de ansiedade grave, depressão clínica moderada, distúrbio de automutilação brando, transtorno de personalidade esquiva e um ocasional transtorno de despersonalização, além de tricotilomania (que é a compulsão de arrancar os cabelos). Por essa perspectiva, sua vida pode parecer um fardo insustentável. Mas não é. Após receber a notícia da morte prematura de mais um amigo, Jenny decide não se deixar levar pela depressão e revidar com intensidade, lutando para ser alucinadamente feliz. Mesmo ciente de que às vezes pode acabar uma semana inteira sem energia para levantar da cama, ela resolve que criará para si o maior número possível de experiências hilárias e ridículas a fim de encontrar o caminho de volta à sanidade. É por meio das situações mais inusitadas que a autora consegue encarar seus transtornos de forma direta e franca, levando o leitor a refletir sobre como a sociedade lida com os distúrbios mentais e aqueles que sofrem deles, sem nunca perder o senso de humor. Jenny parte do princípio de que ninguém deveria ter vergonha de assumir uma crise de ansiedade, ninguém deveria menosprezar o sofrimento alheio por ele ser psicológico, e não físico. Ao contrário, é justamente por abraçar esse lado mais sombrio da vida que se torna possível experimentar, com igual intensidade, não só a dor, mas a alegria.

5. A amante do oficial, de Pam Jenoff – Editora Harper Collins Brasil

A Amante do Oficial

Sinopse: Aos dezenove anos e casada havia apenas três semanas, a vida e a fé de Emma Bau são colocadas em risco quando a Polônia é invadida pelos tanques alemães. Em poucos dias, Jacob, seu marido, é obrigado a cair na clandestinidade para trabalhar com a Resistência, deixando Emma prisioneira do decrépito e abandonado gueto de Cracóvia. Mas na calada da noite, ela é misteriosamente resgatada e levada para morar com Krysia, dama da alta sociedade e também a tia católica de Jacob. Ao assumir uma nova identidade como Anna Lipowski, uma gentílica, a vida de Emma passa por uma nova reviravolta ao ser apresentada ao comandante nazista Georg Richwalder. Oficial alemão e maior autoridade na cidade, Richwalder resolve contratar Anna para trabalhar como sua assistente particular. Impelida pela Resistência, ela não tem alternativa, e passa a espionar planos secretos da Ocupação de dentro do gabinete, colocando em risco sua segurança e também seu casamento. À medida que as atrocidades da Guerra se intensificam, a relação entre Anna e o Comandante se torna mais próxima, chegando ao ponto de ameaçar sua vida e também a de todas as pessoas a quem ela ama.
Tendo como cenário a Segunda Guerra, um período histórico em que lealdades eram testadas a todo o momento, e sobre as pessoas pairava a suspeita de traição, “A Amante do Oficial” se posiciona como um romance de estreia no qual Pam Jenoff leva às últimas consequências o poder da perseverança, da luta e da confiança em face de desafios que se tornam mais perigosos a cada piscar de olhos.

Aí estão os títulos que me chamaram a atenção em minhas pesquisas de hoje.

Pensando bem, preciso ganhar depressa na loteria. 😀 rsrsrsrsrs

Abração, people!

 

Assinatura blog.fw

Publicado em Animação, Diversão, Filme, Indicação, Leitura, Livros, Opinião, Sinopse

Jack e a mecânica do coração

Meu leitores…

Ai…ai…

Passei a tarde pensando em que postar, pois esses dias não consegui finalizar leitura alguma. Então, me peguei assistindo a uma animação que caiu como uma luva para o registro de hoje: “Jack e a mecânica do coração”. Além de ser um lindo filme, sua história foi baseada no livro “A mecânica do coração”, de Mathias Malzieu (que faz a voz de Jack no áudio original).

Sinopse: O pequeno Jack nasce na noite mais fria do mundo e seu frágil coração está irremediavelmente congelado. Salvo pelas mãos de uma experiente parteira, ele é submetido a uma operação de emergência. Seu órgão é substituído por um relógio de madeira, um pequeno cuco que o ajudará a manter o ritmo das batidas e a bombear o sangue normalmente. A delicada prótese garantirá que Jack leve uma vida igual à de todos os outros garotos. Ou quase igual. Jack sabe que não pode se expor às sensações comuns, como a raiva e o desespero, a frustração e o amor. O menor sinal deste último sentimento pode fazer com que o pleno funcionamento de Jack entre em colapso.

Como sempre digo, sou suspeita para falar desse gênero de filme, pois é uma de minhas paixões, mas Jack e a mecânica do coração me fisgou por completo, por sua graciosidade, poesia, beleza, inspiração… Fiquei vidrada diante da tela da tevê, encantada com a sensação de estar lendo uma história ilustrada em movimento. Engraçado, não é mesmo?! Porém foi assim mesmo que me senti e eu adorei cada minuto que viajei ali.

Jack vive protegido pela Dr.ª Madeleine, a parteira que lhe trouxe à vida, até os 10 anos, quando pede a ela que o leve para conhecer a cidade. Ela lhe dá três conselhos para que seu coração não pare de funcionar, e um deles é o de não se apaixonar, pois isso o levaria à morte. E não é que, atraído pelo som de uma música, ele conhece Acácia, uma linda garota que não enxerga direito sem óculos, e por ela o seu coração de relógio acelera? Esse encontro dos dois é tão marcante, que um leva o outro nos pensamentos até a chegada de seus 14 anos, quando se encontram novamente em Andaluzia, uma cidade da Espanha, onde revivem o sentimento que os moveu no início. Porém, vejam bem, nem tudo são flores, e, é claro, que há forças que tentam impedir esse amor entre jovens.

Quero destacar duas coisas na animação que dão um toque especial à toda essa magia: a trilha sonora, a qual achei muito bacana, e as cenas dos filminhos produzidos por Georges Méliès (uma clara referência ao cinema), amigo que Jack ganha no trem a caminho de onde está a amada.

Para terminar, quero deixar um recadinho: como umas histórias que há por aí, Jack e a mecânica do coração é pura fantasia e é preciso embarcar nela sem se atentar para possíveis incoerências que surjam no decorrer da animação. Por isso, imagine-se lendo uma poesia que traz nas entrelinhas as “verdades” que buscamos nela. Assim vale a pena!

Ah! Dá uma olhadinha no trailer para se inspirar a assistir também…

E por aqui eu fico, gente!

Um super abraço!

 Assinatura blog.fw

Publicado em Dicas, Diversão, Filme, Indicação, Sinopse

Indicação: filmes sobre escritoras

Preciosos leitores,

Esta semana bateu uma vontade de indicar três filmes cujas histórias referem-se à mulheres que trabalharam pelo sonho de serem escritoras e que me marcaram de alguma forma, principalmente pelo fato de eu amar esse ofício de escrever desde que me entendo por gente, o que faz muiiitos anos. rsrsrs Vale a pena tirar um tempinho para assisti-los. 😉

O primeiro deles é Miss Potter.

Beatrix Potter (Renée Zellweger) foi um verdadeiro fenômeno da literatura no início do século XX. Ela criou uma série de livros e personagens infantis que são amados até os dias atuais, além de serem adaptados para outras mídias. Mas, apesar do sucesso de seu trabalho, ela sempre manteve sua vida pessoal em segredo.

 

 

1795. Jane Depois, como não poderia deixar de ser, Amor e inocência, sobre Jane Austen.

Austen (Anne Hathaway) tem 20 anos e começa a se destacar como uma escritora. Enquanto ela está mais interessada em desvendar o mundo, seus pais querem que ela logo se case com um homem rico, que possa assegurar seu status perante a sociedade. O principal candidato é o sr. Wisley (Laurence Fox), neto da aristocrata Lady Gresham (Maggie Smith), mas Jane se interessa é pelo malandro Tom Lefroy (James McAvoy), cuja inteligência e arrogância a provocam.

 

 

E o terceiro é Adoráveis mulheres, uma história ficcional, mas não menos cativante.

Durante a Guerra Civil, uma mãe com 4 filhas passa por graves problemas finaceiros, enquanto o marido está na frente de batalha. A mais intelectualizada das irmãs, que sonha ser escritora, é cortejada por um rico vizinho, mas quando este se declara ela o rejeita e vai morar em Nova York, onde se envolve com um professor. Mas quando chega a notícia de que o estado de saúde de uma de suas irmãs piorou consideravelmente, ela retorna para casa.

 

Que eles possam servir de inspiração para todos que buscam um lugar ao sol, seja escrevendo ou realizando algum outro trabalho, pois acreditar em um sonho e investir nele são passos essenciais para o sucesso.

Um forte abraço!

Assinatura blog.fw

Publicado em Leitura, Literatura, Livros, Opinião, Sinopse

11 e 12 Um clássico e minha capa favorita

Oi, meus estimados leitores!

Meus dias estão uma correria só! Infelizmente, o desafio do álbum de fotos literário está mais demorado do que eu imaginava porque não tenho como postar seguidamente. Então, hoje, resolvi fazer dois desafios em um único post para dar uma aceleradinha.

São eles:

Um clássico…

Senhora

Sinopse: Aurélia Camargo, filha de uma pobre costureira e órfã de pai, apaixonou-se por Fernando Seixas – homem ambicioso – a quem namorou. Este, porém, desfez a relação, movido pela vontade de se casar com uma moça rica, Adelaide Amaral, e pelo dote ao qual teria direito de receber.
Passado algum tempo, Aurélia, já órfã de mãe também, recebe uma grande herança do avô e ascende socialmente.Passa, pois, a ser figura de destaque nos eventos da sociedade da época.
Dividida entre o amor e o orgulho ferido, ela encarrega seu tutor e tio, Lemos, de negociar seu casamento com Fernando por um dote de cem contos de réis. O acordo realizado inclui, como uma de suas cláusulas, o desconhecimento da identidade da noiva por parte do contratado até as vésperas do casamento.
Ao descobrir que sua noiva é Aurélia, Fernando se sente um felizardo, pois, na verdade, nunca deixara de amá-la. E abre seu coração para ela.
A jovem, porém, na noite de núpcias, deixa claro: “comprou-o” para representar o papel de marido que uma mulher na sua posição social deve ter. Dormiram em quartos separados. Aurélia não só não pretende entregar-se a ele, como aproveita as oportunidades que o cotidiano lhe oferece para criticá-lo com ironia. Durante meses, uma relação conjugal marcada pelas ofensas e o sarcasmo se desenvolve entre os dois.

E a minha capa favorita…

Quase casados

Sinopse: Para Zoe Moore, o dia de seu casamento foi o mais marcante de sua vida. Ou melhor, o dia em que deveria ter se casado, mas em vez disso, foi largada no altar após sete anos de namoro. Arrasada e disposta a se recuperar, ela decide se mudar de Liverpool para os Estados Unidos e trabalhar como babá. Ao chegar em Boston, ela se depara com a esperta Ruby, prestes a completar 6 anos, o adorável Samuel, que acaba de fazer 3, e o pai deles, Ryan Miller. Seu novo chefe, além de fazer uma bagunça sem precedentes e de ter um mau humor imbatível, é incrivelmente bonito. Depois de um começo um tanto decepcionante, Zoe e Ryan começam a se entender, mas ela está prestes a descobrir que recomeços podem ser mais difíceis do que esperava.

Duas histórias que me agradaram bastante. A primeira já faz tempo que li. Marcou minhas leituras enquanto adolescente. E me diverti demais lendo a segunda. Inclusive já falei sobre ela aqui.  Na minha opinião, dois livros que valem a pena dar uma saboreada. 😉

É isso aí!

Bye…

Assinatura blog.fw