Não conte a ninguém, de Harlan Coben – Opinião

Olá, turma da leitura!

Apesar de normalmente  eu postar aqui opiniões sobre comédias-românticas e histórias para jovens, gosto de ler de tudo um pouco. E, saindo da minha chamada zona de conforto, li Não conte a ninguém, de Harlan Coben ( Editora Sextante).

Não Conte a Ninguém

Sinopse: David Beck e sua esposa Elizabeth comemoram o aniversário de seu primeiro beijo quando uma tragédia interrompe o clima de romance: Elizabeth é brutalmente assassinada. O caso acaba sendo resolvido e o assassino, condenado. No entanto, David não consegue superar a morte de Elizabeth. Depois de oito anos, ainda se lembra de todos os detalhes. Mas é no dia do aniversário de morte de Elizabeth que a história realmente começa. Uma estranha mensagem aparece no computador de David, uma frase que somente ele e a esposa conhecem. De repente ele depara com o que parecia impossível – em algum lugar, de alguma maneira, Elizabeth está viva. Ele é advertido para que não conte a ninguém e envolve-se em um sombrio e mortal mistério, sem saber que já está sendo seguido por alguém que o tentará deter antes que descubra toda a verdade.

Uau! Uma história para perder o fôlego, viu?! Não conte a ninguém estava na fila de leitura e decidi que este livro seria o próximo devido a comentários como: “Comecei a ler e não consegui mais parar”. E não deu outra.

É um suspense policial cujo protagonista David Beck é procurado pelo FBI como principal suspeito de matar sua esposa há oito anos do começo da história. Mas, espere aí! Ela está viva? Ela voltou da morte para assombrar David?

A trama começa a ganhar corpo a partir de um e-mail misterioso que David recebe em que há informações que somente ele e Elizabeth, sua esposa, sabem. Ali aparece uma imagem dela em uma esquina de uma rua qualquer, o que o deixa de queixo caído. Ele parte então rumo a uma saga para descobrir a verdade por trás daquilo tudo.

Muita adrenalina que corre nas veias a partir daí, porque ele passa por maus bocados. Nussa! Tem de tudo, oh: traficante, policial corrupto, foragido da polícia, coreano em forma de muralha (kkkkk)… Tem até a cadela dele, a Cloe, que também entra no esquema todo, ajudando a desvendar todo o mistério por trás do desaparecimento de Elizabeth.

A história é muito bem estruturada e de forma dinâmica, o que nos absorve a atenção. Não curto muito o gênero e considero o fato de ter gostado da narrativa como sendo um ponto a favor do livro, porém ( não vejo surpresa nisso ) não gostei muito do final. Achei forçada a tentativa de nos surpreender com algo relacionado ao protagonista… Mistéeeerio!!! kkkkk No entanto, considerando o todo, valeu super a pena a leitura!

Aventure-se nesta história você também!

Assinatura blog.fw

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s