Opinião: Quem é você, Alasca?, de John Green

Meu queridos leitores,

Há um bom tempo estou protelando a leitura de A culpa é das estrelas, de John Green, por diversos motivos, mas essa semana que passou resolvi ler Quem é você, Alasca?, do mesmo autor, como uma espécie de preparação para a leitura do primeiro. Além de ter sido lançado antes, Quem é você, Alasca? deu-me uma noção do estilo de John Green para que eu não criasse essa ideia por meio de um livro de tão grande sucesso quanto foi A culpa é das estrelas e me decepcionasse depois com outras obras do autor, caso essa me arrebatasse como fez com tantos leitores por esse mundão afora.

QUEM__VOCEN_ALASCA_1447003880141267SK1447003880B

Sinopse: Miles Halter é um adolescente fissurado por célebres últimas palavras que, cansado de sua vidinha pacata e sem graça em casa, vai estudar num colégio interno à procura daquilo que o poeta François Rabelais, quando estava à beira da morte, chamou de o “Grande Talvez”. Muita coisa o aguarda em Culver Creek, inclusive Alasca Young, uma garota inteligente, espirituosa, problemática e extremamente sensual, que o levará para o seu labirinto e o catapultará em direção ao “Grande Talvez”.

Então, Quem é você, Alasca? narra um ano letivo vivido por Miles Halter na escola interna Culver Creek, no Alabama, história esta contada pela própria personagem. Lá Miles conhece seu colega de quarto, Chip, também conhecido pelo apelido de Coronel, o japonês Takumi, presença nem tão constante, Lara, uma garota romena com quem ele vive suas primeiras experiências sexuais (diga-se de passagem, a melhor cena cômica do livro), e, claro, Alasca Young, em torno de quem se passa todo o conflito. Miles, devido à sua magreza, ganha do Coronel o apelido irônico de Bujão e assim é apresentado à Alasca, por quem se apaixona. Ela é uma jovem que sofre o tormento de ter visto a mãe morrer, quando ainda era uma criança, e não ter ligado para a emergência para socorre-la, por isso tem seu humor instável e uma tristeza que a torna muitas vezes introspectiva e até mesmo misteriosa quanto aos seus sentimentos. Os quatro vivem uma amizade bacana durante esse tempo, marcada pelos trotes vividos na escola, cigarros e bebedeiras na clandestinidade, cada um com suas angústias e esperanças de adolescente. No meio de toda essa história, acontece o inesperado… A narrativa é feita contando os dias antes e os dias depois desse acontecimento que, por respeito aos que ainda não a leram, não comentarei, pois, do contrário, estraga a expectativa da primeira parte do livro em saber o que vai acontecer, que é o que nos prende à história. E, após o ocorrido, nos resta a curiosidade para saber por que aquilo aconteceu. Quanto suspense, né?! rsrsrs

Minhas impressões sobre a história? Hum… Primeiramente, não me senti muito envolvida com nenhuma das personagens. A forma como rolou a narrativa não me propiciou isso. Nem mesmo Miles foi capaz de me fazer torcer para ele dar certo com Alasca. Que pena… Depois, na segunda parte, quando se busca respostas para o que aconteceu, achei tudo muito repetitivo, mesmo estando curiosa para saber o desfecho. E aí eu me peguei pensando por que toda história para jovens que tenho lido são tão tristes. Vou até fazer um post sobre esse tema depois, já que os que leio têm apresentado essa peculiaridade. Bom, apesar desses comentários não tão favoráveis, uma coisa valeu a pena na leitura de Quem é você, Alasca?: as frases ditas em final de vida tiradas por Miles de biografias lidas e as aulas de religião do dr. Hyde deram à narrativa um toque poético e de reflexão sobre a vida, o que tornou a história bonita de se ler.

A edição que li foi a comemorativa de 10 anos, da editora Intrínseca, em que há cenas cortadas do manuscrito original, detalhes do processo de edição do romance e respostas do autor à várias perguntas dos fãs, parte que gostei muito, pois fui atendida em algumas que me peguei fazendo durante a leitura da obra.

E aqui eu fico por hoje.

Uma beijoca!

Assinatura blog.fw

Anúncios

Um comentário em “Opinião: Quem é você, Alasca?, de John Green

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: