Dia Internacional da Mulher… leitora

Minhas lindas leitoras (e, claro, meus estimados leitores também),

Que alegria escrever aqui hoje para vocês, meu primeiro Dia Internacional da Mulher no Com licença, eu vou ler! Fiquei pensando no que poderia postar nesta ocasião especial e não poderia deixar de ser falar sobre as tantas personagens femininas que já marcaram minha trajetória literária. Quem gosta de romances como eu sabe que há uma variedade delas inspirando-nos de diferentes formas. Com algumas nos identificamos por serem parecidas conosco no jeito de ser, outras nos comovem com suas tristezas e lutas ou nos fazem rir de suas trapalhadas sem perder a pose e tem as que nos fazem sentir vontade de lhes dar umas boas sacudidas só para ver se acordam para a vida. Agora vejam: querer sacudir alguém que só existe em nossa imaginação por causa da leitura… rsrsrs Assim vamos vivendo a diversidade feminina em diferentes mulheres que nos são apresentadas em tantas histórias que temos o privilégio e prazer em degustá-las aí pelo caminho.

Então, trazendo à memória, nós temos as tantas “Claires”, da Marian Keyes, das quais já falei antes, que representam, na minha opinião, a mulher comum, com defeitos, crises e descobertas…, temos as mulheres batalhadoras e apaixonadas de Jojo Moyes, assim como as de personalidade forte e independente da Jane Austen que me encantam com a sua coragem, temos as mulheres que protagonizaram os horrores do holocausto e também as afegãs reprimidas que me arrancam lágrimas lá de dentro do coração, temos as mulheres que, fúteis ou duras, aprendem com os desencontros da vida e transformam-se em pessoas melhores fazendo-me crer que isso pode ser possível no mundo real também e temos as mulheres das histórias brasileiras que são mulheres guerreiras, muitas vezes do sertão, da seca e da fome, ou da sociedade machista dos centros urbanos, histórias que marcaram a Andréa leitora, mas antes de tudo a Andréa mulher.

Ah! Elas são muitas, não é mesmo?! Talvez eu tenha cometido a injustiça de ter deixado tantas de fora de minhas lembranças no dia de hoje… Foi como eu disse: são muitas! Além disso, o tempo urge e daqui a algumas horas já não será mais dia 8 de março. Não caberia descrevê-las todas em um só dia e em um só post, por isso a homenagem vai na singeleza mesmo de minhas memórias.

A vocês todas, MULHERES, leitoras vorazes ou não, o meu grande abraço pelo nosso dia!

Ciência e Amor

Assinatura blog.fw

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: