Publicado em Dicas, Diversão, Leitura, Literatura, Livros, Opinião, Relax

Opinião: quatro livros quatro corações

Olá, meus leitores!

Resolvi continuar hoje com uma retrospectiva das minhas leituras de 2015. Depois de falar aqui sobre “Proibido“, de Tabitha Suzuma, listarei outros quatro livros que li ano passado dos quais gostei muito e que, por isso, ganharam quatro corações. Caso queiram ler as respectivas sinopses, basta clicar na imagem da obra para serem encaminhados para a página onde as encontrará.

Vamos então à listinha.

1. Quase casados, de Jane Costello – Editora Record.

QUASE_CASADOS_1405596846BAi, ai… Muito gostosinha essa história. Uma comédia romântica mega simples, mas que me prendeu do início ao fim. Sabe por quê? Porque a protagonista é ótima! Estabanada, é verdade, porém divertidíssima, talvez até por isso. O nome dela é Zoe, uma inglesa de Liverpool, terra dos The Beatles, que procura refúgio em Boston, EUA, para esquecer Jason, o noivo que a abandonou no dia do casamento. Lá ela refaz a vida trabalhando como babá de Ruby, Samuel e, de quebra, Ryan, um viúvo azedo e lindo, que abala suas estruturas já debilitadas. Ou será que ele a reestrutura? A resposta para essa pergunta foi a que eu procurei ao não desgrudar os olhos dessa narrativa que me fez dar boas gargalhadas.

Realmente gostei muito. Vale a pena para uma leitura descontraída, sem compromisso, naquele dia em que relaxar está no topo da nossa lista.

2. Um mais um, de Jojo Moyes – Editora Intrínseca.

UM_MAIS_UM_1421795276427081SK1421795276BUm, mais um livro de Jojo Moyes cuja leitura foi saborosa, viu?! Eu, quando gosto de uma história, não consigo parar de ler, doida para saber o desfecho, e com “Um mais um” foi assim.

Jess, uma mulher batalhadora, mãe coruja de duas peças raras, Nicky  (filho adotivo) e Tanzie, ambos de seu ex-marido Marty, e Ed, um gênio da computação que perde sua sociedade por deixar vazar dados importantes de um projeto, são dois desconhecidos que se juntam e vivem aventuras em uma viagem para a Escócia onde Tanzie participará de uma olimpíada da matemática. É claro que Jess e Ed acabam interessando-se um pelo outro na confusão toda, mas será que esse encontro ao acaso dará certo? Será que Tanzie consegue participar do concurso? E o que rola com o Nicky nisso tudo? Blá, blá, blá… a história vai rolando e nos prendendo para que tenhamos as respostas para as perguntas que vão surgindo, sem contar a torcida em que nos colocamos para que tudo, no fim das contas, acabe bem para todos.

3. O segredo do meu marido, de Liane Moriarty – Editora Intrínseca.

O_SEGREDO_DO_MEU_MARIDO_1391364762BNarrativa interessante esta. Não foi uma uma história que me marcou, confesso, mas eu gostei muito. Três mulheres cujas vidas se entrelaçam em torno de um grande segredo do marido de uma delas. No início me perdi um pouco na apresentação das histórias individuais, porém, com o desenrolar da trama, tudo vai se encaixando direitinho e a gente percebe como o passado desse homem interfere em suas vidas. E de fato, como li em alguma resenha, o título do livro nos engana, pois a primeira coisa que pensamos é em um caso extraconjugal ou algo assim. Só que não. Por isso vale o ditado “não julgue o livro pela capa”… e nem pelo título.

4. Anexos, de Rainbow Rowell – Editora Novo Século.

ANEXOS_1414715071BO que dizer de “Anexos”? No início achei a leitura um pouco estranha e custei a criar um ritmo gostoso para ela, mas aí, à medida que a história foi fluindo e que eu entendi melhor a proposta da autora, é claro que me entreguei para o livro.

A trajetória de Lincoln, Beth e Jennifer ao mesmo tempo que é engraçada é também sensível, cada um com o seu drama e suas descobertas. Eles trabalham na mesma empresa, um jornal onde Beth e Jennifer são colegas e amigas e trocam e-mails  para falarem de suas vidas sem se importarem se são vigiadas ou não, e Lincoln é justamente quem, à noite, monitora os e-mails de todos os funcionários para ver se há irregularidades. Para ele é uma tarefa que não lhe agrada muito, mas não consegue se desgrudar do computador quando se trata de mensagens das duas, pois ele passa a sentir um interesse por Beth ao conhecer sua história aos poucos através dos e-mails. Vale, então, deixar a ética de lado para viver uma paixão platônica? Será que Lincoln terá algum dia seu amor correspondido por Beth? Como será a reação dela ao saber que Lincoln tomava conta de sua vida de modo tão invasivo? As respostas seguem nos anexos. 😀

 E que todos tenham sempre ótimas leituras!

Abração!

Assinatura blog.fw

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s